Está em território reconquistado por indígenas.
Área governada pelos nativos foi cenário de vários filmes.

 

Índio anda a cavalo em Monument Valley' (Foto: Dennis Barbosa/G1)

Índio anda a cavalo em Monument Valley’ (Foto: Dennis Barbosa/G1)

 

Uma viagem que mistura cenários cinematográficos com a bonita e muitas vezes trágica história dos nativos americanos. Assim é a visita a Monument Valley, área no estado do Arizona com imensas torres de pedra de até 300 metros de altura que estão desmoronando ao longo de milhões de anos, situada dentro da reserva dos lendários índios navajos.

São eles os guias dos passeios por entre os gigantescos monumentos, que podem ser de carro ou a pé. Enquanto se percorre as estradas de terra entre um e outro, eles narram como vivem os índios da reserva e a luta dos antepassados para ficar na região.

No século 19, com o território dos Estados Unidos em franca expansão, esse povo entrou em atrito com o “homem branco”. Para ocupar suas terras ancestrais, os americanos colonizadores decidiram retirar todos os índios da região, forçando-os a caminhar cerca de 500 quilômetros para uma outra área.

Como não se adaptaram à nova terra, entre outros motivos porque outros povos rivais haviam sido instalados ali também, em 1868, os navajos conseguiram negociar com os Estados Unidos um tratado para recuperarem o direito ao seu antigo território, inclusive o Monument Valley.

 

Regras locais

monument-galeria3

Região era uma planície com solo de sedimentos. Movimentos tectônicos elevaram essa planície, transformando-a em um platô que, durante milhões de anos, foram erodidos, deixando as famosas torres (Foto: Dennis Barbosa/G1)

 

Por estar numa área indígena, o local está sujeito às regras dos navajos. Bebidas alcoólicas, por exemplo, estão vetadas ali. Também o fuso horário é diferente: quando não há horário de verão no Arizona, eles o mantêm, ficando com uma hora a mais do restante do estado.

Os navajos construíram um centro de visitantes, de onde é possível ver o parque. É permitido dirigir pelas estradas, mas há pontos aonde só se pode ir com um tours guiado (veja uma lista de operadores). Estes são a melhor forma de conhecer o parque, já que os guias explicam os singificados das formações rochosas na cultura navajo.

Monument Valley foi cenário de diversos filmes ao longo de décadas. Inclusive algumas de suas torres mantêm nomes dados por celebridades como o diretor John Ford, que em 1939 dirigiu ali “No tempo das diligências”, com John Wayne., um clássico dos faroestes.

O vale também aparece em “Forrest Gump”, no trecho em que o personagem principal, interpretado por Tom Hanks, desiste de correr pelos Estados Unidos.  A lista de longas-metragens em que Monument Valley aparece é extensa e inclui ainda “De volta para o futuro 3”, “Koyaanisqatsi “ e “Thelma & Louise”.

Fonte: www.g1.com.br